sábado, 31 de julho de 2010

Alvorada voraz

Essa canção foi sucesso nos anos 80 com o RPM e mais recentemente com a gravação do Acústico MTV da banda, ganhando, nessa última versão, uma atualização em sua letra altamente crítica e que pouco tem a ver com a paz de uma imagem como essa apresentada acima.

Aborda a violência reinante que emite um medo comum e nos torna refém dele, em uma sociedade também refém da marginalidade e de políticos que se comportam como tais marginais, embora de gravatas. Tudo isso esbarrando apenas em nosso conformismo, como denuncia a letra.  Então considero das letras mais atuais: infelizmente o que temos presenciado é uma alta violência social e uma elevada hipocrisia na atual política desse país!

Alvorada voraz
(Luiz Schiavon, Paulo Ricardo e Paulo Pagni)

Na virada do século, alvorada voraz
Nos aguardam exércitos, que nos guardam da paz.
Que paz!

A face do mal, um grito de horror
Um fato normal, um êxtase de dor
Medo de tudo, medo do nada
Medo da vida, assim engatilhada !

Fardas e forças, forjam as armações
Farsas e jogos, armas de fogo
Um corte exposto, em seu rosto amor
E eu, nesse mundo assim, vendo esse filme passar,
Assistindo ao fim, vendo meu tempo passar...

Apolípticamente, como um clip de ação
Um clic seco um revólver, aponta em meu coração
O caso Sudan, Maluf, Lalau , Barbalho Sarney,
E quem paga o Jornal? É a propaganda
Porque nesse pais, é o dinheiro quem manda

Juram que não corrompem ninguém,
Agem assim, pro seu próprio bem
São tão legais, foras da lei, pensam que sabem de tudo
O que eu não sei, eu sei...

Nesse mundo assim vendo esse filme passar
Assistindo ao fim vendo o meu tempo passar...

Um forte abraço a todos!

10 comentários:

Anônimo disse...

Esse é um dos grandes objetivos e trunfos da música: exteriorizar sentimentos, dúvidas e inconformismo. Se a mídia não consegue cumprir esse papel com seriedade (já que é paga pela propaganda, como diz a canção), nossos artistas são imparciais e livres para expressarem suas críticas.

Beijos!

Anônimo disse...

Gravada ainda na década de 80 a letra é muito atual. Na versão mais recente caberia o Caso Celso Daniel, Os grampos da Abin, Operação Anaconda, Mensalão,Cartões corporativos, Os Sanguessugas,Brasil Telecom,Escândalo dos Bingos...O caso Erenice, e recentemente O Caso Silvio Santos e tantos outros que, patrocinados por uma política imunda maculam e denigrem a imagem do país.

BLOG DO BARATTA disse...

Letra super atual da música que me levou a virar fã do RPM do disco Revoluções Por Minuto Ao vivo que explodiu em 86 acho. Eu via o clipe direto.
Abraço mano

Anônimo disse...

A primeira verssão da música diz: O caso Morel , o crime da mala, coroa brastel, o escândalo das joias...

Ericostaf disse...

Agora em 2017 já podem fazer mais uma versão desse verso: Lava Jato, Petrobras, caso JBS, Aécio, Temer...

Filipe Silva disse...

Politica desgraacada

Taffarel disse...

Massa, massa massa!

Adilson pereira dos santos disse...

Hoje eu cantaria assim: o caso Geddel, o crime da mala, o Arthur Maia, o Michel....

Mazé Silva disse...

Olá, meu amigo Everaldo...!!!

Nunca mais adentrei em seu maravilhoso blog que está sempre atualizado, mas visitando hoje o Portal do Armindo nosso amigo português, estive vendo quais os sites que ele tem preferência em segui-los e observei que o “Blog Música do Brasil” faz parte da lista. Continua seu amigo e admirador desde o “Portal Clube do Rei”. Realmente é um grande site de bastante importância dentro da musicalidade aqui no Brasil...o nome já diz tudo, ele continua a segui-lo. E fostes um grande professor quando o mesmo não entendia como lidar com blogs.

Estive vendo as matérias mais visitadas e uma delas foi sobre essa canção..."ALVORA VORAZ" do RPM do qual sou fã demais. Gostei de tê-la postado aqui, a letra da canção e a sua percepção e comentário sobre a mesma que realmente mesmo tendo sido composta nos anos 80, mas para o nosso país, com essa realidade ela é atemporal.

Conheço as duas versões...essa gravação acústica ...MTV, são praticamente os mesmos arranjos, letra quase que igual que foi feita pelos grandiosos artistas Paulo Ricardo, Luiz Schiavon e Pa Pagni. Bem composta pois como falei ela está sempre mostrando desde a época, com bastante criticidade sobre a situação política, econômica e social do nosso país que está afundado na lama e há cada dia mais e mais erros dos governantes, empresários, e com uma bandalheira ao extremo.

Até ela poderia ser refeita ou complementada com os atuais atos de desmando, corrupção e a descrença que não temos mais confiança nos próprios poderes da União e o judiciário está agindo completamente uma falta de compromisso com a verdade e não resolvem dentro da lei nada sequer.

Hoje o RPM que tanto amo está dividido, Paulo Ricardo com outros projetos e em sua carreira solo e esse grupo sempre amado do Brasil. Voltaram não com a mesma formação, mas com outros dois novos componentes, um na bateria e o outro no baixo e vocal, permanecendo apenas Luiz Schiavon nos teclados e Fernando Deluqui na guitarra e voz.

Para mim Everaldo não é mesma coisa o RPM sem Paulo Ricardo, mas desejo sorte para eles que precisam engrenar com um novo RPM, mas cantando as canções antigas do começo da banda e quem sabe irão surgir novas composições.

Amigo Everaldo, parabéns pelo blog que continua na ativa e é muito bom. Que pena ultimamente não estou inspirada para entrar muito nas redes sociais e com a perda de dois entes queridos, entre eles a minha mãezinha que fez dia sete de julho, dois meses que a mesma partiu para o Reino de Deus.

Louvo a Deus para ter coragem e superar essa dor tão imensa.
Quem sabe breve voltarei por aqui.
Boa sorte e um grande abraço e sucesso sempre em sua vida.
Andamos muito distante meu amigo do coração. Sabes o quanto admiro-te e gosto da sua amizade.

Beijos grande Everaldo. Que Deus continue a iluminar e abençoar sua vida deixando sempre com boas inspirações e um amigo que todos gostariam de ter. O tempo é pouco para tanta coisa, não é mesmo?

Mazé Silva Fortaleza/CE.

Unknown disse...

Fico contente em saber que a galera mais jovem curtam !!!